mybest
Saúde

Te Ajudando a Fazer a Melhor Escolha

Fechar
  1. TOP
  2. Saúde
  3. Asma: O Que É, Sintomas, Tratamento e mais
Asma: O Que É, Sintomas, Tratamento e mais

Asma: O Que É, Sintomas, Tratamento e mais

A asma é uma doença crônica que afeta as vias respiratórias. Ela consiste em um processo alérgico que inflama canais pulmonares responsáveis pela condução do ar inspirado. Famosa por ser bastante incapacitante, a asma causa fadiga e grande dificuldade para respirar, entre outros sintomas.


Obter informações confiáveis sobre o assunto é uma das melhores formas de encontrar tratamento adequado para essa doença. Portanto, continue lendo este artigo se quiser encontrar as respostas para as principais dúvidas sobre asma. Não perca!

Atualizado em 27/06/2023
Bruna Oliveira
Revisão
Revisora
Bruna Oliveira

Sou formada em Biomedicina e também já fui cabeleireira. Mas ler, escrever e aprender coisas novas sempre foram minhas maiores paixões. Desde que assumi minha real vocação, encontrei na mybest o espaço perfeito para expressar minha multipotencialidade. Por aqui produzo e atualizo conteúdos sobre os mais variados temas. Meus preferidos são produtos pet, cosméticos, eletroportáteis e suplementos alimentares. Minha motivação é entregar informação de qualidade em linguagem clara, objetiva e gostosa de ler.

Perfil de Bruna Oliveira
Continue lendo

O Que É Asma?

A asma é uma doença que obstrui as vias respiratórias. Trata-se de um processo alérgico que causa a inflamação crônica dos brônquios, aumentando a produção de secreções nos pulmões e prejudicando a passagem do ar. Isso origina o sintoma mais característico da doença: a dificuldade para respirar.


Muitas vezes, a doença é chamada de bronquite asmática, mas, essa é uma confusão de termos, segundo afirma o especialista em pneumologia Dr. Carlos Carvalho em entrevista a Drauzio Varella. Apesar de também ser uma inflamação dos brônquios, a bronquite não afeta apenas pacientes com quadro asmático.


Para diferenciar as doenças, o médico aponta que a asma costuma se manifestar desde a infância e pode evoluir em surtos. Em geral, as crises são reações alérgicas exageradas ao contato com substâncias irritantes (alergênicas ou poluentes) ou situações como mudanças térmicas e exercícios físicos.


Para saber mais sobre a bronquite e suas causas, clique no artigo abaixo!

Quais São os Tipos de Asma?

Quais São os Tipos de Asma?

Existem alguns tipos de asma e eles variam de acordo com os fatores responsáveis por causar a doença. Para conhecer mais a fundo esse transtorno respiratório, veja a seguir os tipos de asma e quais as suas características centrais.


  • Asma alérgica: ou asma atópica; tipo mais comum, provocado pelo contato com alergênicos, ou seja, substâncias que provocam reações alérgicas em determinados indivíduos.
  • Asma não alérgica: também conhecida como asma intrínseca ou asma não-atópica; tipo pouco comum, geralmente desenvolvido na vida adulta por fatores emocionais (como ansiedade ou estresse).
  • Asma ocupacional: tipo de asma alérgica causada pela exposição do paciente a substâncias nocivas de seu ambiente de trabalho
  • Asma eosinofílica: tipo grave causado pelo aumento de eosinófilos, um dos tipos de glóbulos brancos do sangue, o que pode provocar reações inflamatórias com inchaço das vias aéreas e do sistema respiratório
  • Asma induzida por exercício: estreitamento das vias aéreas que ocorre quando o paciente está realizando atividades físicas.
  • Asma induzida por aspirina: crise provocada pela ingestão do ácido acetilsalicílico (da aspirina) ou outros anti-inflamatórios não esteroides (ibuprofeno ou naproxeno, por exemplo).

Como você pôde observar, cada um desses tipos está diretamente ligado à causa do quadro asmático em cada paciente. Portanto, pessoas que apresentam sintomas de asma devem buscar ajuda médica para identificar corretamente o tipo da doença e os tratamentos adequados.

Quais São os Sintomas da Asma?

A asma é um processo que afeta todo o organismo do paciente, e não apenas suas vias aéreas inferiores. A doença pode ser percebida através de alguns sintomas característicos. Veja a seguir os sintomas mais frequentes da asma!


  • Dificuldade para respirar
  • Tosse frequente ou prolongada (nem sempre com catarro)
  • Chiado na respiração
  • Fadiga
  • Sensação de aperto no peito

Esses sintomas podem ser agravados em determinados períodos, como à noite ou de madrugada. Também é possível ocorrer o agravamento durante a prática de exercícios físicos ou quando o paciente contrai gripes ou resfriados, por exemplo.

Asma É Considerada uma Comorbidade?

Asma É Considerada uma Comorbidade?

Em 2020, a asma grave foi incluída no grupo de doenças que constituem comorbidade. Isso colocou os pacientes com asma grave no grupo prioritário para a vacinação contra COVID-19, pois, acreditava-se que a inflamação pudesse deixá-los mais suscetíveis ao coronavírus.


Para oferecer uma definição precisa, a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) anunciou que a asma grave é a forma da doença que exige o uso recorrente de corticoides sistêmicos e que pode causar internação por crise asmática.


Em 2021, a ASBAI e a Associação Médica Brasileira (AMB) divulgaram que a asma não aumenta o risco de infecção pelo SARS-CoV-2 e nem de obter piores desfechos ao contrair o vírus. Mas, a asma grave ainda é considerada comorbidade por elevar as chances de morte intra-hospitalar por COVID-19.

Asma Pode Matar?

Sim, a asma pode levar um paciente a óbito caso não seja tratada com o cuidado necessário. Isso porque, entre outros riscos, a forma mais grave da doença pode provocar um ataque súbito acompanhado de parada respiratória.


A Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT) estima que existam aproximadamente 20 milhões de asmáticos no país. Mas, felizmente, as informações sobre o assunto e os medicamentos para pacientes asmáticos graves têm diminuído o número de internações e mortes por asma no Brasil.


Asmáticos podem viver uma vida normal, desde que usem as medicações controladoras receitadas por médicos especializados e evitem o contato com substâncias que provocam crises (como fumaça de cigarro, mofo, ácaros, poluentes, entre outros). Também é preciso fazer consultas médicas regularmente.

Asma Tem Cura?

Asma Tem Cura?

Não, mas pode ser controlada, permitindo que o paciente viva uma vida normal e saudável. Para isso, existem tratamentos que amenizam ou até anulam os sintomas. A seguir, veja as principais orientações para manter a asma sob controle.


  • Evitar o contato com "gatilhos": manter-se livre de substâncias que, sabidamente, provoquem reação alérgica, como poluentes, poeira, mofo, fumaça de cigarro, entre outros.
  • Fazer uso diário dos medicamentos controladores: sempre seguindo as prescrições médicas, pois o uso inadequado de medicamentos pode comprometer a saúde.
  • Consultar um médico regularmente: para que o paciente seja acompanhado por um especialista e, assim, evite o agravamento do quadro asmático.

É válido ressaltar que, por ser uma doença sem cura, a asma deve continuar sendo tratada mesmo quando não apresenta sintomas. Seguir cuidadosamente essas orientações é a melhor maneira de evitar complicações decorrentes dessa doença.

O Que Fazer Durante uma Crise de Asma?

Em caso de crise, deve-se acalmar o paciente e afastá-lo dos possíveis fatores que desencadearam a reação. Também é importante verificar se ele possui uma medicação apropriada para essas situações. Caso ele não possua medicamentos e nem apresente melhora, deve-se buscar socorro médico.


Os medicamentos para o tratamento de asma podem ser divididos em duas categorias, a de medicação controladora e a de alívio. A controladora deve ser administrada regularmente para evitar a ocorrência dos sintomas, enquanto a medicação de alívio deve ser usada quando há crise.


Entre os remédios que tratam as crises, estão os broncodilatadores inalatórios de ação curta e os antimuscarínicos, que atuam rapidamente na dilatação dos brônquios, e os corticoides de ação sistêmica, que reduzem a inflamação pulmonar. Mas, lembre-se: só use medicamentos com orientação médica!

Em Caso de uma Crise de Asma, Como Saber Quando Ir ao Hospital?

Em Caso de uma Crise de Asma, Como Saber Quando Ir ao Hospital?

O atendimento rápido é essencial para garantir a segurança de uma pessoa com crise severa de asma, evitando que o quadro se agrave e traga complicações perigosas. Portando, saiba que é preciso buscar socorro médico sempre que houver algum dos fatores listados abaixo.


  • Exacerbação ou persistência dos sintomas: caso a falta de ar, o desconforto torácico e o chiado na respiração perdurem ou se intensifiquem, deve-se buscar ajuda médica.
  • Surgimento de outros sintomas: sinais como cor azulada no rosto e nos lábios, sonolência grave e confusão podem ser indicativos de baixa oxigenação, exigindo socorro imediato.
  • Uso de medicamentos que pioram o quadro: medicamentos como os anti-inflamatórios não hormonais podem desencadear ou agravar crises de asma, colocando o paciente em risco.

Caso perceba a ocorrência de um ou mais desses fatores, não hesite em levar o paciente ao hospital mais próximo ou acionar uma ambulância. Caso precise de socorro, lembre-se de que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) atende pelo número 192.

Confira Nossas Indicações dos Melhores Inaladores!

Também conhecidos como nebulizadores, os inaladores são utilizados para a administração de alguns dos medicamentos receitados para pacientes com asma. Caso você precise de um desses equipamentos, confira no link a seguir nossas indicações dos melhores inaladores! Aproveite!

Conclusão

Termina aqui nosso artigo. Durante a leitura, você pôde aprender o que é a asma, além de conhecer melhor seus sintomas e riscos. Aqui você também aprendeu o que fazer durante uma crise de asma e quando se deve procurar ajuda médica.


Essas informações foram úteis para você? Então, compartilhe este artigo! Assim, mais pessoas que sofram de asma ou que tenham interesse no assunto poderão encontrar respostas cientificamente embasadas para as dúvidas mais recorrentes sobre o assunto. Até a próxima!


Redação: Enrique Aue / Revisão: Bruna Oliveira

Este conteúdo foi útil para você?
  1. TOP
  2. Saúde
  3. Asma: O Que É, Sintomas, Tratamento e mais
mybest

Conectamos pessoas com o que há de melhor no mercado.
Nosso time, em parceria com os melhores especialistas, trabalha arduamente para ajudá-lo a comprar melhor.

© mybest. Todos os direitos reservados.