mybest
Saúde

Te Ajudando a Fazer a Melhor Escolha

Fechar
  1. TOP
  2. Saúde
  3. Refluxo: O Que É, Causas, Sintomas e mais
Refluxo: O Que É, Causas, Sintomas e mais

Refluxo: O Que É, Causas, Sintomas e mais

O refluxo ocorre quando os alimentos que já chegaram ao estômago retornam em direção à boca, alcançando o esôfago. Trata-se de um mau funcionamento do sistema digestivo que causa irritações e dores intensas, além de poder provocar outros problemas de saúde.


Se você está buscando informações sobre o refluxo gastroesofágico, leia os tópicos deste artigo! Neles, apresentaremos respostas para as maiores dúvidas sobre o assunto, orientando todos aqueles que querem aprender a identificar e tratar corretamente essa doença. Confira!

Atualizado em 27/06/2023
Bruna Oliveira
Revisão
Revisora
Bruna Oliveira

Sou formada em Biomedicina e também já fui cabeleireira. Mas ler, escrever e aprender coisas novas sempre foram minhas maiores paixões. Desde que assumi minha real vocação, encontrei na mybest o espaço perfeito para expressar minha multipotencialidade. Por aqui produzo e atualizo conteúdos sobre os mais variados temas. Meus preferidos são produtos pet, cosméticos, eletroportáteis e suplementos alimentares. Minha motivação é entregar informação de qualidade em linguagem clara, objetiva e gostosa de ler.

Perfil de Bruna Oliveira
Continue lendo

O Que É Refluxo Gastroesofágico?

O refluxo gastroesofágico é o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago, em direção à boca. Quando esse fenômeno acontece de forma repetitiva e involuntária, é possível que o indivíduo sofra da chamada Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE).


Depois de mastigados na boca, os alimentos passam pela faringe e pelo esôfago antes de chegar ao estômago. Quando o conteúdo faz o caminho inverso, a mucosa do esôfago é prejudicada, pois não tem resistência a substâncias irritantes ou ácidas como o suco gástrico produzido no estômago para a digestão.


Episódios de refluxo são comuns em crianças, porque seus tecidos da região de transição entre esôfago e estômago ainda são frágeis. Na maioria desses casos, a doença desaparece de forma espontânea. Já o surgimento de refluxos persistentes após a infância pode exigir maiores cuidados.

O Que Causa Refluxo?

O Que Causa Refluxo?

Existem 3 causas recorrentes para a doença de refluxo gastroesofágico. Identificar qual delas provoca o refluxo no indivíduo é fundamental para a escolha do tratamento mais adequado e efetivo. A seguir, veja as causas mais comuns!


  • Mudanças no esfíncter esofágico: alterações na anatomia ou no funcionamento dessa estrutura muscular entre o esôfago e o estômago que deveria impedir o retorno dos alimentos.
  • Hérnia de hiato: que ocorre quando a transição entre o esôfago e o estômago se desloca para dentro da cavidade torácica.
  • Fragilidade dos músculos da região: quando os tecidos musculares dessa área do corpo não conseguem manter o funcionamento correto do sistema digestivo.

Essas são as causas principais, porém, a ocorrência de refluxo é facilitada por outros fatores como alimentação gordurosa ou muito volumosa, obesidade, tabagismo e consumo de álcool ou cafeína. Em todos os casos, o diagnóstico deve ser feito por um gastroenterologista, pediatra ou clínico geral.

Quais Alimentos Causam Refluxo?

O refluxo gastroesofágico não é causado por nenhum tipo específico de alimentação, e sim por problemas nos músculos e tecidos da região entre esôfago e estômago. Porém, o consumo de alguns alimentos pode facilitar a ocorrência de refluxos ou agravar o quadro do paciente. Veja quais alimentos evitar!


  • Alimentos muito gordurosos: como carnes vermelhas, frituras, manteiga, queijos, entre outros, pois são de lenta digestão e aumentam a produção de ácido gástrico.
  • Cafeína: que está presente em alimentos como café, chocolate, energéticos e alguns chás; a substância não é recomendada pois irrita o estômago.
  • Bebidas alcoólicas: principalmente, as fermentadas (como vinhos e cervejas), porque irritam o estômago e aumentam a produção de ácido.
  • Bebidas gaseificadas: como águas com gás e refrigerantes, pois aumentam a pressão no interior do estômago, facilitando o retorno do suco gástrico.
  • Alimentos picantes ou muito temperados: também por irritar a mucosa estomacal e elevar sua acidez.

Evitar o consumo desses alimentos pode ajudar a amenizar ou reduzir os episódios de refluxo, mas não é a única medida a ser tomada para resolver o problema. Sanar a doença exige a combinação de uma dieta saudável com os tratamentos clínicos receitados para o caso de cada paciente.

Quais São os Sintomas do Refluxo?

O refluxo apresenta sinais bastante característicos. Saber reconhecer esses incômodos como sinais da doença pode ajudar na elaboração de um diagnóstico preciso. Confira a seguir os principais sintomas do refluxo gastroesofágico.


  • Azia (sensação de queimação): originada na boca do estômago, mas pode atingir a garganta.
  • Dor no tórax: dor intensa que pode ser confundida com aquelas provocadas pela angina ou pelo infarto do miocárdio.
  • Tosse seca: com maior ocorrência após as refeições.
  • Doenças pulmonares: as mais recorrentes são a asma, a bronquite e a pneumonia.

Pessoas que sofrem com um ou mais desses sintomas devem buscar ajuda médica, que pode ser fornecida por clínicos gerais, pediatras ou especialistas em gastroenterologia. Somente o diagnóstico elaborado por um médico pode direcionar o paciente ao tratamento adequado.


Para saber mais sobre algumas doenças pulmonares, clique nos links abaixo!

O Refuxo Causa Falta de Ar?

O Refuxo Causa Falta de Ar?

Sim, há casos em que o refluxo pode provocar falta de ar. Normalmente, esse quadro se dá quando o ácido gástrico alcança a laringe ou outras vias aéreas. Se o refluxo penetra o sistema respiratório inferior (brônquios e pulmões), há o risco de desenvolver outras doenças como asma, pneumonia e fibrose pulmonar.


Em alguns casos, quando o refluxo é acompanhado de sintomas como falta de ar, tonturas, náusea e dor no peito que se irradia para o braço ou a mandíbula, isso pode indicar um ataque cardíaco. A apresentação desses sinais requer ajuda médica imediata!

Quais São os Perigos do Refluxo? Refluxo Pode Matar?

O refluxo em si não pode matar, porém, quando não tratado corretamente, o quadro pode apresentar complicações que, sim, comprometem a vida do paciente. Para entender melhor os riscos, confira a seguir os maiores perigos causados pelo refluxo gastroesofágico.


  • Esofagite: irritação do esôfago que apresenta os mesmos sintomas do refluxo, mas, de forma mais grave, podendo incluir pequenas hemorragias perceptíveis no vômito ou nas fezes.
  • Estenose esofágica: estreitamento do esôfago que pode causar muita dor e dificuldade durante a alimentação.
  • Esofagite erosiva: quando a exposição do esôfago ao ácido gástrico provoca úlceras (feridas) nas paredes internas do órgão.
  • Esofagite grave: quando a acidez altera as células do revestimento esofágico, podendo originar tumores malignos.

Para evitar esses agravamentos da doença, deve-se buscar ajuda médica ao detectar os sintomas iniciais do refluxo gastroesofágico. O diagnóstico é feito através dos sintomas clínicos relatados pelo paciente e dos exames de endoscopia e pHmetria.

Como Tratar Refluxo?

Como Tratar Refluxo?

O refluxo gastroesofágico pode ser tratado de forma clínica ou cirúrgica. O que determina qual a forma mais adequada e eficaz de tratar a doença em cada paciente é a análise de um médico especialista em áreas como gastroenterologia.


O tratamento clínico conta com medicamentos que reduzem a acidez do estômago e melhoram a motilidade do esôfago (ajudando o órgão a realizar movimentos autônomos). Também integram o tratamento orientações como perder peso, evitar alimentos que agravam o refluxo e praticar exercícios físicos.


Pacientes que não respondem bem à medicação, que têm hérnia de hiato, que precisam da confecção de uma válvula antirrefluxo e outros casos graves podem contar com a cirurgia chamada fundoplicação. O procedimento é especialmente indicado em casos de esofagite grave.

Veja Indicações de Produtos Úteis para Quem Sofre de Refluxo!

Se você busca produtos que possam ajudar pessoas com refluxo, aproveite para conhecer nossas indicações dos melhores travesseiros antirrefluxo! Confira também os melhores chás de erva-doce e de camomila que, respectivamente, são capazes de reduzir os gases e relaxar o organismo. Não perca!

Conclusão

Termina aqui nosso artigo, onde você pôde aprender o que é o refluxo gastroesofágico. As respostas aqui apresentadas explicam as causas e sintomas dessa doença, além de apontar seus maiores riscos e os tratamentos mais eficazes.


Essa leitura foi útil para você? Caso tenha sido, compartilhe este artigo! Isso permitirá que outros interessados no assunto encontrem essa reunião de respostas para as principais dúvidas sobre refluxo gastroesofágico. Contamos com o seu apoio. Até a próxima!


Redação: Enrique Aue / Revisão: Bruna Oliveira

Este conteúdo foi útil para você?
  1. TOP
  2. Saúde
  3. Refluxo: O Que É, Causas, Sintomas e mais
mybest

Conectamos pessoas com o que há de melhor no mercado.
Nosso time, em parceria com os melhores especialistas, trabalha arduamente para ajudá-lo a comprar melhor.

© mybest. Todos os direitos reservados.