Festivais Afro: 6 Opções Para Celebrar a Música e a Cultura Negra

Festivais Afro: 6 Opções Para Celebrar a Música e a Cultura Negra

Creator Image
Cris dos Santos
Brafrika Viagens
  • AfroPunk Bahia


    Cris dos Santos

    AfroPunk é o maior festival de cultura negra do mundo. Impactou moda, comportamento e revolucionou a cena da música punk e hardcore. Idealizado por James Spooner, juntamente com amantes do estilo, é um movimento que se reflete até hoje em música alternativa independente, moda, ativismos e evolução.

    A história do festival começou em 2003, quando Spooner produziu um documentário de forma totalmente independente para mostrar pessoas negras que curtiam a cena punk rock nos Estados Unidos. A ideia era quebrar paradigmas de um espaço dominado por pessoas brancas. Em 2005 nasceu o festival, com apresentação de bandas independentes ,firmando a presença negra na música e no estilo. Teve início então uma explosão de sonoridade e moda.

    Com edições em Nova York, Atlanta, Paris, Londres, Joanesburgo, Miami, Minnesota e Oakland, o AfroPunk desembarcou em Salvador, onde teve sua primeira edição híbrida em 2021. A edição oficial ocorreu em novembro de 2022, com um mega evento que não ficou devendo em nada os grandes festivais.
  • Cancun Jumpoff


    Cris dos Santos

    O CJO (Cancun JumpOff) é um festival que acontece há 10 anos, exclusivo para a comunidade preta norte-americana que invade Cancún todos os anos para lotar os hotéis e festejar muito!

    O festival se intitula o maior evento urbano realizado fora dos Estados Unidos para a celebração do Memorial Day. É uma aventura de festa ininterrupta, já que os eventos diurnos duram até tarde da noite e os eventos noturnos duram até o início da manhã, desse jeito!

    Fundado pelo empresário conhecido como “O International”, que fez do festival uma verdadeira experiência, não só pelas festas todos os dias, mas também de empreendimentos.
  • Afro Nation


    Cris dos Santos

    Festival de Afrobeat em Portugal? Sim, temos! O Afro Nation acontece desde 2019 em Portugal, na Praia da Rocha, em Portimão, e se intitula “o maior festival de Afrobeats do mundo”, trazendo o melhor do Afrobeat, Hip-Hop, R&B, Dancehall, Amapiano, Afrohouse e muito mais.

    Na primeira edição, somou cerca de 25 mil pessoas, em sua maioria a comunidade negra do Reino Unido. Após uma parada por conta da pandemia, voltou com força total em 2022, na costa portuguesa, com um line-up de peso que contou com artistas como Burna Boy, Davido, Megan Thee Stallion e Chris Brown.
  • Afrochella


    Cris dos Santos

    Todos conhecem o Coachella, festival mundialmente famoso que acontece anualmente na Califórnia. Foi lá que tivemos a icônica apresentação de Beyoncé, em 2018, sendo a primeira mulher negra como atração principal do festival. Pois o continente africano, e mais precisamente Gana, tem a versão africana conhecida como “Afrochella”!

    O festival acontece desde 2017, na capital Accra, e é projetado para destacar talentos prósperos na África. Trata-se de um evento interativo que ensina, explica e explora várias culturas. A abordagem é pioneira, celebrando a música africana, incentivando o empreendedorismo e saboreando a culinária local, além de contar com os maiores nomes da cena afrobeat.
  • Back to the City Festival


    Cris dos Santos

    O Back to the City Festival acontece em Joanesburgo desde 2007. O festival traz os maiores nomes da cena Hip Hop sul-africana, tornando-se cada vez mais relevante para a cultura local.


    Além de dar visibilidade a artistas independentes, focando em todos os elementos da cultura hip hop (djs, mc's, grafiteiros, b-boys e b-girls), o festival acontece no dia do Freedom Day, que celebrada o aniversário da democracia e o fim do regime Apartheid.
  • Festival BKDP: Bekoo das Pretas


    Cris dos Santos

    O que começou como uma festa preta periférica nos becos de Cariacica, no Espírito Santo, cresceu e deu asas à primeira edição do festival BKDP: Bekoo das Pretas.

    Este é o único festival musical capixaba 100% preto e com uma line-up 80% formada por identidades femininas. Arte com protagonismo prete, feminino e periférico, construindo o futuro através da música e transformando as vivências em movimento.

favlists de Cris dos Santos

Afroturismo em São Paulo: 9 Passeios e Dicas Imperdíveis na Capital
Afroturismo em São Paulo: 9 Passeios e Dicas Imperdíveis na Capital
Creator Image
Cris dos Santos
Brafrika Viagens
Afroturismo em Maceió: 5 Lugares para Aprender Sobre a História Negra do Brasil
Afroturismo em Maceió: 5 Lugares para Aprender Sobre a História Negra do Brasil
Creator Image
Cris dos Santos
Brafrika Viagens