Afroturismo em Salvador: 7 Locais Imperdíveis para Incluir no Roteiro

Afroturismo em Salvador: 7 Locais Imperdíveis para Incluir no Roteiro

Creator Image
Carina Santos
Turismóloga & Diretora da Afrotrip
  • Sociedade Protetora dos Desvalidos


    Carina Santos

    Quem passeia pelo Centro Histórico se perde em meio a tantas belezas e cores dos casarios. No Terreiro de Jesus, um dos pontos mais visitados da cidade, encontra-se um prédio de paredes na cor azul claro. Lá fica a sede da Sociedade Protetora dos Desvalidos, ou SPD. 

    A SPD foi fundada em 1832, por um grupo de homens pretos, com o propósito de promover melhorias de vida da comunidade fragilizada pelo sistema escravocrata da época. O trabalho organizado em conjunto angariava recursos financeiros e atuava em prol de alforriar escravizados, apoiá-los na doença, na invalidez, na velhice, e ser caixa de empréstimos. 

    É considerada a primeira organização civil preta do país e suas ações serviram de modelo para a criação da Previdência Social do Brasil. A SPD funciona até os dias de hoje com os mesmos propósitos e é aberta à visitação. Se der sorte, você ainda poderá bater um papo com os membros da diretoria e ver fotos e documentos de mais de 100 anos. Surpreendente!


    Endereço:
    Largo do Cruzeiro de São Francisco, 017, Centro - Salvador (BA) / Brasil
  • Feira São Joaquim


    Carina Santos

    Este é um dos meus lugares prediletos em SalvAmor! A Feira é uma grande encruzilhada, com intenso movimento todos os dias da semana. Pelas vielas e becos, as cores ganham vida através das contas espirituais, frutas, pescados, legumes e folhas sagradas. 

    Os sabores são os mais autênticos, de pratos típicos como feijoada, moqueca, rabada, acarajé e cozidos. Pratos regados a uma boa pimenta e acompanhados de uma cerveja bem gelada ou de uma dose de jatobá – infusão de cachaça com casca de jatobá. Os aromas se fundem entre incensos, defumadores, camarão seco e o mar.

    A feira não seria nada se não fossem as pessoas que ali circulam e trabalham. Estima-se que mais de 5 mil pessoas trabalhem na Feira diariamente, majoritariamente baianas e pretas, que vivem uma relação de amor muito forte com o local.

    Uma particularidade incrível é que o espaço é banhado pela Baía de Todos os Santos, o que confere um charme ímpar e multicultural a este lugar. Nas tardes de domingo acontece uma animada roda de samba com músicos locais. 

    A comida de Dona Dadá e da Sorayt são deliciosas. Os preços também são os melhores. Este lugar é, de fato, a melhor opção para compras de feira e artesanato local. Ao visitar, leve dinheiro em mãos pois nem todos os feirantes aceitam cartões.

    Endereço:
    Av. Eng. Oscar Pontes, Calçada - Salvador (BA) / Brasil
  • Roma Negra


    Carina Santos

    O Roma Negra abriu as suas portas em Novembro de 2021 e rapidamente ganhou o coração dos moradores e visitantes por sua proposta de valorizar a gastronomia africana e afro-brasileira. 


    Além disso, a decoração do espaço merece destaque, com um paredão com rostos de importantes personalidades pretas brasileiras. O espaço sem dúvidas é um local de aquilombamento onde são promovidos eventos culturais, lançamento de livros e até casamentos! 


    Sua localização é no coração do Centro Histórico, bem ao lado da Sociedade Protetora dos Desvalidos (sobre a qual já falei nesta lista). Sem dúvidas é uma experiência que você vai querer repetir!



    Endereço:
    Largo do Cruzeiro de São Francisco, 7, Primeiro andar, Pelourinho - Salvador (BA) / Brasil
  • Ilha de Maré


    Carina Santos

    Localizada na Baía de Todos os Santos, e bem menos famosa que as vizinhas Ilha do Frades e Ilha de Itaparica, a Ilha de Maré é um daqueles lugares que faz você esquecer da rotina imediatamente!


    O acesso é pela praia de São Tomé de Paripe, que por sinal também vale uma visita! Ao chegar na praia, os barqueiros oferecem a travessia para Maré, que dura cerca de 20 minutos e custa R$10 por pessoa. O trecho é realizado em pequenos barcos de madeira compartilhados com outras pessoas. No caminho, é possível sentir a mudança de ambiente ao deixar o agito da cidade para trás e começar a sintonia com o verde das matas e o azul do mar.


    A Ilha de Maré é um bairro de Salvador, considerado o mais negro da cidade. De acordo com o censo de 2010, 93% dos 4236 habitantes se autodeclararam negros. E é por isso que Maré não pode ficar de fora desta lista!


    Lá existem várias praias. A principal é a Neves, onde há barzinhos e barracas com estrutura simples, mas que são bem aconchegantes. Nos finais de semana, a praia é tomada por moradores locais que passeiam de jetski pelas calmas águas da Baía.

    Minha sugestão é desembarcar na Praia de Neves, um ponto bem bonito para fotos. Para o almoço, a pedida é o restaurante As Vieiras de Maré, em Botelho, um lugar super charmoso e com comida deliciosa! Destaque para a mariscada que serve até 3 pessoas. Você pode ir caminhando da Praia de Neves para Botelho – já que não é permitido carros na Ilha –, apreciar a bela paisagem e a vida local. 

    Depois do almoço, experimente o doce de banana típico, que é feito por Quilombolas moradores da Ilha e relaxe nas redes de descanso bem na água quando a maré está baixa. Muitas pessoas fazem o bate e volta, mas se você gosta da vida de ilhado, sugiro se hospedar na Pousada Casazul (link acima).

    Endereço:
    Pousada Casazul
    Ladeira de Itamoabo, 261 Santana (Ilha de Maré) - Salvador (BA) / Brasil
  • Ateliê Percussivo Mestre Macambira


    Carina Santos

    Mestre Macambira é aquele que cativa logo à primeira vista! São mais de 40 anos de trabalho com a percussão e passagem por diferentes países. Hoje ele mantém seu pequeno e aconchegante espaço no Largo do Pelourinho, onde ministra aulas para turistas, iniciantes e profissionais. 

    Candomblecista, Mestre Macambira preserva em seu ambiente de trabalho elementos espirituais para o cultivo de boas energias no local. É uma experiência muito emocionante pois a cada toque ele explica a origem e a ligação do som com cada orixá e assim, a experiência vai muito além de musical, é ancestral!


    Endereço:
    Largo do Pelourinho, 14, Pelourinho - Salvador (BA) / Brasil
  • Terreiro de Candomblé


    Carina Santos

    Em Salvador existem milhares de terreiros de Candomblé, e muitos deles são abertos à visitação - mediante agendamento. É importante entender que o Candomblé, para além de um formato religioso que ganhou mais corpo no Brasil devido à colonização, é um modo de viver. 


    No terreiro, cada pessoa tem a sua função e formam juntos uma grande família. Por isso o uso popular de termos como "mãe de santo" e "irmão de santo". A espiritualidade candomblecista saúda as divindades através das energias que cada uma representa: o movimento é Exu; as águas doces, Oxum; as matas são os Caboclos e os Oxóssi; os raios são Xangô e Iansã, para citar apenas alguns. 


    Ao visitar um terreiro de Candomblé, você tem a chance de conhecer como muitos elementos que formam a cultura brasileira surgiram nos terreiros, como a culinária e a musicalidade. Uma dica: ao visitar, opte por roupas de cores claras.

    Nos links abaixo você confere dois terreiros que são bem conhecidos em Salvador: a Casa de Oxumarê e o Terreiro do Gantois – que inclusive abriga um memorial. 

    Para mais informações sobre o Candomblé, você também pode visitar o site e o perfil do Instagram da Associação Brasileira de Preservação da Cultura Afro Ameríndia (AFA), que congrega as comunidades tradicionais de terreiro no Brasil e no exterior.
  • Casa de Yemanjá


    Carina Santos

    A Casa de Yemanjá está localizada no bairro do Rio Vermelho. Ela foi construída por pescadores como forma de agradecer a Orixá – a deusa dos oceanos –, pela boa pescaria. 


    No dia 2 de Fevereiro, uma enorme multidão vem a Salvador para agradecer e celebrar. Filas enormes são formadas para a entrega de presentes que variam de perfumes a flores brancas. É emocionante! 


    Se não puder visitar no dia da festa, vá em outro momento já que a casa é aberta à visitação, que é gratuita!


    Endereço:
    Rua Guedes Cabral, 1 Rio Vermelho - Salvador (BA) / Brasil

favlists de Carina Santos

Afroturismo no Rio de Janeiro: 6 Dicas de Passeios para uma Imersão Afrocentrada
Afroturismo no Rio de Janeiro: 6 Dicas de Passeios para uma Imersão Afrocentrada
Creator Image
Carina Santos
Turismóloga & Diretora da Afrotrip
O que Fazer em Recife e Olinda: 6 Dicas de Passeios para uma Imersão Cultural
O que Fazer em Recife e Olinda: 6 Dicas de Passeios para uma Imersão Cultural
Creator Image
Carina Santos
Turismóloga & Diretora da Afrotrip